Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência de navegação. Ao continuar em nosso site, você concorda com a nossa política de privacidade.

Carlos Vergara

1941

Brasil

Nascido em 1941 no Rio Grande do Sul, Carlos Vergara é um dos artistas brasileiros mais relevantes ainda em atividade. Com uma trajetória que teve início no começo dos anos 1960, Vergara faz parte da história da arte no Brasil.  

Sua obra passou por diversas fases ao longo dos últimos cinquenta anos, desde o começo, no qual flertava com uma dimensão pop, passando pelas conhecidas fotografias provenientes da imersão no bloco Cacique de Ramos, até uma volta para a pintura, na qual a técnica da monotipia torna-se fundamental.  

Até hoje experimentando novos modos de colocar no mundo o seu programa poético, Carlos Vergara consolida, ano após ano, uma investigação que une eloquência plástica e rigor conceitual.  

‘Eu acho que o design não tem contradição nenhuma com a arte. Só tem que a questão da função, que pra mim também é um ensinamento.’

Como resultado de um diálogo com a designer Etel Carmona, criou a Coleção Relicários, composta por objetos de arte com função de mobiliário, apresentada ao público durante a SP-Arte/2017

A ideia de arte é tocar áreas sutis do teu cérebro, para que a tua intuição apareça

CARLOS VERGARA

Na coleção “Relicários”, as monotipias e memórias do artista viajante se transformam e interagem com o design. Cada segredo é um motivo para uma nova conversa entre as pessoas, para se contar novas histórias.

Essas histórias, Vergara encontrou no trabalho de Etel, pela história da madeira. A insistência em uma marcenaria tradicional está na mesma ordem da insistência que o artista tem com imagens que vem da pintura.

Biombo Missoes

Carlos Vergara

Biombo Missoes

Biombo ETEL

Carlos Vergara

Biombo Etel

Mesa Central Santiago de Compostela

Carlos Vergara

Mesa Central Santiago De Compostela

Responsive

Domingos Totora

Responsive

Ines Schertel

Responsive

Roberto Micoli