Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência de navegação. Ao continuar em nosso site, você concorda com a nossa política de privacidade.

Claudia
Moreira Salles

1955

Brasil

As minúcias presentes em cada um dos móveis da designer são resultado de um amplo trabalho durante a concepção das peças, método adquirido entre as réguas e compassos na Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI), em 1978, no Rio de Janeiro.

A paixão pela madeira chegou logo cedo, quando em seu primeiro estágio, no Museu de Arte Moderna, trabalhava na criação de móveis para uma biblioteca escolar. "Foi aí que conheci melhor a madeira e a mão de obra artesanal. Fiquei apaixonada, me aprofundei e não parei mais de desenhar", conta a designer.

Recém-formada, Claudia partiu para São Paulo, onde conheceu o designer Fulvio Nanni e desenhou por muitos anos para a Nanni Moveleira, um dos primeiros espaços dedicados a promover designers independentes na década de 80. Foi Fulvio quem a apresentou para Etel Carmona, no final dos anos 1980.

O Banco Dueto foi a primeira encomenda de um cliente à Claudia Moreira Salles e a primeira peça da designer produzida pela ETEL, em 1991. A parceria consistente, autêntica e permeada por uma grande afinidade já dura mais de 25 anos. 

Sem me perder nas dunas do minimalismo, recontro a máxima do mestre Le Corbusier: "Ici on ne brode pas des coussins", uma leitura malcriada e chauvinista do "less is more"

CLAUDIA MOREIRA SALLES

Em 2022, Cláudia celebra com uma encantadora exposição sua parceria com a ETEL. Em “Afinidades Eletivas”, a designer uniu suas peças de mobiliário a obras de arte que conversam entre si em grande sintonia.

Aparador Janeiro

Claudia Moreira Salles

Aparador Janeiro

Banco Convívio

Claudia Moreira Salles

Banco Convívio

Poltrona Cosme Velho

Claudia Moreira Salles

Poltrona Cosme Velho

Responsive

Arthur Casas

Responsive

Dado Castello Branco

Responsive

Isay Weinfeld